sábado, 27 de novembro de 2010

Tipos de fossilização

Conservação: o ser vivo ou grande parte dele é conservado mantendo as características originais.
Ex: mamotres, conservação no ambar, mumificação (conservação do sal).

Moldagem: moldes do interior ou exterior do ser vivo, formados por depósitos de minerais respetivos ( contra molde interno ou contra molde externo ).

Mineralização: substituição do material biológico por minerais.
Ex: carvões-mineração por incarbonização; piritização de material orgânico; calcificação; silificação de plantas; ambar.

Impressões: características da fossilização de folhas, plantas, algas, selentrados, vermes em que imprimem a rocha com relevo muito ténue.
Ex: graptólitos.

Icnofósseis: marcas de atividade dos seres vivos.
Ex: pegadas, rastos, trilhos- marcas de atividade locomotora;
      ovos, ninhos, embriões, pólen- marcas da atividade reprodutora;
      gastrólitos, coprólitos, marcas de dentadas, trilhos de alimentação- marcas de atividade alimentar;
      âmbar- marcas de atividade secretora.


Apontamentos do professor.




Reflexão: Neste post, o grupo obteve uma clara noção dos vários tipos de fossilização e alguns exemplos. O nosso objectivo era esclarecer os colegas sobre este tema, e pensamos que foi bem sucedido.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O que é um fóssil?

Os fósseis são restos de seres vivos ou vestígios de atividades biológicas (ovos, pegadas,etc). A palavra "fóssil" deriva do termo latino fossilis que significa "desenterrado" ou "extraído da terra". A ciência que estuda os fósseis é a Paleontologia.


Graptólitos

http://pt.wikipedia.org/wiki/F%C3%B3ssil

Reflexão: Neste post, temos uma definição clara de fóssil. Nesta imagem está um fóssil da era paleozóica sendo um exemplo de um fóssil de impressão. Este fóssil designa-se por graptólito.

Princípio da identidade paleontológica

Este princípio tem a ver com o facto de que as rochas com o mesmo conteúdo fóssil tem a mesma idade.



http://files.tiraduvidas.webnode.com/200000154-187151a656/ident_paleo.jpg
Apontamentos do professor.

Reflexão: O objectivo do grupo era explicar aos colegas o principio da identidade paleontológica de uma forma sucinta e simples. Como se costuma dizer uma imagem vale mais que mil palavras, portanto observando este esquema consegue-se reter facilmente este princípio.

Princípio da inclusão

Este princípio refere que qualquer inclusão é mais antiga que a rocha ou estrato que inclui.



http://4.bp.blogspot.com/_Wq0dPfU4wkM/Sc5uYmN5MjI/AAAAAAAAAXU/zX2YpiX7jFI/s400/principio+inclusao.bmp
Apontamentos do professor.

Princípio da interseção

Este princípio baseia-se na teoria de que qualquer estrato ou série intersetado é mais antigo que a interseção.



http://3.bp.blogspot.com/_BPqPbcspG58/TA0e28WUFVI/AAAAAAAAATs/caQUbHC5H7M/s400/intersec%C3%A7%C3%A3o.jpg
Apontamentos do professor.

Princípio da continuidade lateral

Um estrarto tem sempre a mesma idade ao longo de toda a sua extenção independentemente da ocorrençia da variação horizontal de fácies. deste modo, uma camada limitada pelo muro e por um tecto e defenida por uma certa fácies tem a mesma idade ao longo de toda a sua extenção lacteral.

http://www.google.pt/images?hl=pt-pt&rlz=1G1ACAW_PT-PTPT405&q=principio+da+continuidade+lateral&wrapid=tlif12906797459711&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi&biw=1345&bih=409
Livro de geologia 12º ano Porto Editora


Reflexão: Este princípio era bastante complexo de se explicar, por isso, mais uma vez optamos por utilizar uma imagem, pois assim também é mais apelativo.

Princípio da Horizontalidade

Os estratos originalmente encontran-se na horizontal, separados por superfícies planas e paralelas entre si (juntas de estratificação).
http://www.google.pt/images?hl=pt-pt&rlz=1G1ACAW_PT-PTPT405&q=PRINCPIO+DA+HORIZONTALIDADE&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi&biw=1345&bih=409
Apontamentos do professor

Princípio da Sobreposiçao

 Este príncipio deve ser aplicado com precanção, uma vez que em terrenos que experimentaram fenómnos de deformação, como dobras e falhas, o geólogo deve apoiar-se em métedos de interpretaçao complementares. qualquer estrato é mais recente que o muro e mais antigo que o tecto.

http://www.google.pt/images?hl=pt-pt&rlz=1G1ACAW_PT-PTPT405&q=principio+da+sobreposi%C3%A7%C3%A3o&wrapid=tlif12906788501831&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi&biw=1345&bih=409
Livro de geologia 12ºano Porto Editora

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Princípios Gerais da Litostratigrafia

A litostratigrafia baseia o seu estudo em cinco princípios fundamentais, tais como, o princípio da sobreposição, da horizontalidade, da continuidade lateral, da interseção, da inclusão e da identidade paleontológica.
Nicolaus Steno foi o verdadeiro fundador da litostratigrafia. A partir das bases por ele criadas, muitos princípios básicos da estratigrafia foram sendo enunciados, permitindo estabelecer uma cronologia relativa de acontecimentos materializados num dado afloramento.


Livro de geologia da porto editora, 12ºano
José Mário Félix
Isabel Cristina Sengo
Rosário Bastos Chaves

Reflexão: Aqui está uma breve explicação dos princípios gerais da litostratigrafia.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Dinâmica da litosfera e grandes estruturas geológicas

Muitos dos aspectos mais característicos do nosso planeta, como a existência de determinados alinhamentos montanhosos, fenómenos vulcânicos e sísmicos em zonas preferenciais do Globo, podem ser considerados como verdadeiras assinaturas da tectónica de placas ao nível do planeta. A existência de cadeias de montanhas mais recentes forma duas faixas com muitos milhares de quilómetros em zonas específicas do globo terrestre.
Livro de geologia de 12ºano, porto editor.
Himalaias
Http://sites.google.com/site/geologiaebiologia/_/rsrc/1226446763449/biologia-e-geologia-10%C2%BA/a-terra-um-planeta-unico-a-proteger/Himalaias.jpg

Noções básicas de fotografia

Algumas das noções básicas da fotografia são a marca, a qualidade de construção, o zoom óptico, a abertura máxima da lente, o ISO (sensibilidade da película) e os megapixeis.

Fotografia panorâmica, assim como a palavra "panorama", refere-se a uma vista inteira de uma área circunvizinha. As fotografias panorâmicas tentam capturar tal vista.
http://files.nireblog.com/blogs/terracotta/files/panoramica1.jpg
e

Regra dos Terços é uma tecnica utilizada na fotográfia para se obter melhores resultados. Para utilizá-la deve-se dividir a fotografia em 9 quadros, traçando 2 linhas horizontais e duas verticais imaginárias, e posicionando nos pontos de cruzamento o assunto que se deseja destacar para se obter uma foto equilibrada.

Fotografia Macro

procriando...

Fotografia macro é  tirada a uma  curta distância, em que se tenta representar o objecto fotografado no tamanho mais natural possível.

Mobilismo geológico

Check out this SlideShare Presentation:

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Wegener- Teoria da Deriva dos Continentes

Foi em 1912 que o meteorologista alemão Alfred Wegener apresentou uma teoria sobre a mobilidade dos continentes, denominada de Teoria da deriva dos continentes. Segundo aquele cientista, há 225 milhões de anos, os continentes estavam reunidos num único super-continente, a Pangea (do grego: todas as terras), rodeado pelo oceano Pantalassa. A Pangea começou depois a fragmentar-se, individualizando continentes que se movimentaram ate à posição que actualmente ocupam.

Pérmico: 225 MA
Pérmico 225 milhões de anos


Triásico: 200 MA
Triásico 200 milhões de anos

Jurássico: 135 MA
Jurássico 135 milhões de anos



Cretácico: 65 MA
Cretácico 65 milhões de anos
Actualidade
Actualidade

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Abre a pestana oh japa!

Olá a todos! Somos um grupo de geologia de 12ªano, que pretende ter boa nota no blogue xD
O nosso blogue tem como objetivo dar a conhecer as maravilhas do mundo da geologia.
Entrem, apreciem, comentem e já agora aprendam que não pagam imposto.
Beijinhos e até a próxima!